Uma das reflexões que mais gosto de relembrar no meu dia-a-dia é que nada é permanente a não ser a própria impermanência das coisas porque esta ideia convida a ver a vida como uma aventura e a não esquecer que a segurança é uma ilusão e que tudo o que existe está em constante movimento e transformação. Nomeadamente, cada um de nós vive em permanente processo de mutação. Assim, aceitar a impermanência é a melhor forma para; não sofrer, saborear cada momento do Agora, confiar que nada e ninguém é por acaso e, ainda, constitui um acto de fé para com a Grande harmonia existente nos caminhos naturais da vida. Todas as experiências vivenciadas são muito válidas, até a doença. Neste processo de contínua aprendizagem a vida pede que valorizemos o essencial ao coração. Nada mais. Pede que saibamos viajar com pouco peso, amar em desapego, olhar o Mundo através da criança interior, aceitar a aventura que é estar vivo e confiar nos desígnios da Natureza que nos criou.

Cuide de Si e dos que Ama! Este é o lema da Associação que se centra na importância de nos amarmos tal qual somos e aceitarmos tudo aquilo que nos rodeia sem perder a curiosidade e o entusiasmo por cada Momento a ser vivido.

Tudo de Bom nesta vida é o que mais vos desejo.

Mafalda de Albuquerque Pinto Coelho

Livro de Reclamações Eletrónico